ANTONIO CARLOS COITINHO FRAQUELLI, 73 anos, natural de Santana do Livramento RS, 1944, metade brasileiro e metade uruguaio, desejava ser geólogo, mas quiz o destino que se tornasse economista, CREP RS 1108 de 1967 e advogado, OAB RS 8031 de 1973, aspirante a fotógrafo amador há seis décadas, sonha com a expectativa de viver da música em algum momento no futuro, aluno do Instituto Cultural Anglo Uruguaio, Rivera, R.O.U. ,1950-58, professor formado em Teoria e Solfejo em 1957, torcedor tricampeão carioca com o Flamengo de Fleitas Solich 1953-55, piloto privado com curso de formação no aeroclube de Santana do Livramento e licença de piloto número 10.668 de 02.09.1964 emitida pelo Departamento de Aeronátutica Civil (DAC) do Ministério da Aeronáutica , 30 anos de professor universitário federal na UFSM/UFRGS 1967-97, ex-bolsista da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal, do Fundo Rowe, Washington D.C., da Organização dos Estados Americanos (OEA), Syracuse, Nova York, e da Overseas Technical Cooperation Agency (OTCA) da Agência de Planejamento do governo do Japão, Tóquio, aluno do curso de pós graduação em Economia na Universidade de Houston no Texas, formado pela Maxwell School of Citizenship and Public Affairs, Syracyse University, Nova York 1970-72, pós-graduado com dez cursos em Econometria, Estatística e Matemática, mas voltado para o estudo da Ideologia para atender às necessidades do mercado local, muito orgulho de trabalhar 40 anos na Fundação de Economia e Estatística (FEE), 1973-2012, um órgão do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, durante os governos de EuclIdes Triches, SInval Guazelli, Amaral de Souza, Jair Soares, Pedro Simon, Alceu Collares, Antonio Brito, Olívio Dutra, Germano Rigotto, Yeda Crusius e Tarso Genro, um curioso da História do Rio Grande do Sul, mas um descrente de entender o povo gaúcho. Está lendo o livro Pinheiro Machado, de Newton Alvim.

ATIVIDADES RELACIONADAS À IMPRENSA: 45 anos de taxações de jornais, videoteca com 55 mil horas de gravações, 300 artigos publicados, ex-colunista do Jornal Momento da CEEE (1988), da página Economia Internacional do Jornal do Sul – Shopping (1992-93), Jornal do Comércio de Porto Alegre (1993-95), do Correiro Metropolitano, (1997-98), da Revista de Derecho de Mercosur, publicado pela editora La Ley de Buenos Aires, 1999-2003, da página Guia Empresarial da Revista Amanhã (1994-95), do Programa Sete no Ar na TV Educativa de Porto Alegre, do Programa Flávio Alcaraz Gomes na Rádio Guaiba, Porto Alegre, do Programa Atividade na TV GUaíba e na ULBRA TV, do Noticiário da TV Educativa de Porto Alegre e do programa Espaço Público da TV Assembleia RS

LUGARES VISITADOS QUE SERVIRAM DE FONTE DE APRENDIZADO: AGÊNCIA DE PLANEJAMENTO DO JAPÃO, Tóquio; ANACAPRI, Nápoles; BERNA, Suiça; CANAL DA MANCHA, CAPELA SISTINA, Vaticano; Casa da assinatura do TRATADO DE TORDESILHAS, Portugal; Casa de la REINA JOANA, LA LOCA, Tordesilhas; Casa de CRISTÓVÃO COLOMBO, Gênova; Catedral de COLÔNIA, Alemanha; Catedral de SÃO MARCOS, Veneza; Cemitério de ARLINGTON, Virginia, Eua, Cemitério de PISTOIA, Itália; CORRIDA DO AÇO, Nippons Steel, Chiyoda, Japão; DIQUES, Países Baixos; DOVER, Inglaterra; EL ESCORIAL, Espanha; Exposicão PEDRO ALVARES CABRAL E SUA ÉPOCA, Lisboa; FÁBRICA DE PEÇAS EM CRISTAIS, Murano; FAIRBANKS, Alaska; FLORENÇA, Itália; GALVESTON, Texas; GORICA, Eslovênia; KIOTO, Japão; LINHA DE MONTAGEM DE NAVIOS, Ishikawajima, Japão; LINHA DO EQUADOR, Macapá; Memorial da Paz de HIROSHIMA, Japão; Mosteiro dos JERÔNIMOS, Lisboa ; Museu do LOUVRE, Paris: NASA, Houston; NIAGARA FALLS, Nova York, Eua; NIPPON STEEL, Japão; PASO DE LOS LIBRES, Argentina; PEARL HARBOR, Havai; PELOTAS, Brasil; PISA, Ítália; PITTSBURGH, Pensilvânia; POMPEIA (Vesuvio), Itália; PREFEITURA BRUXELAS, Bélgica; PREFEITURA CALAIS, França; RUÍNAS DE SÃO MIGUEL, Brasil; TAQUAREMBÓ, Uruguai; TORONTO, Canadá; PUERTO RICO; TROY, Vermont, Nova Inglaterra, Eua; Universidade de COIMBRA, Portugal; VALLE DE LOS CAÍDOS, Espanha; VICTORIA STATION, Londres, WAIKIKI BEACH, Honolulu, Havai; WESTMINSTER ABBEY, Londres. ZURIQUE, Suiça

 

 

ANTONIO CARLOS COITINHO FRAQUELLI (CREP 1108 e OAB 8031), 72 anos, é professor da disciplina CENÁRIOS ECONÔMICOS.   Todas as terças feiras, a partir das 8h30, é entrevistado sobre temas relacionados à CONJUNTURA ECONÔMICA no programa Espaço Público da TV Assembleia do Estado do Rio Grande do Sul.  O programa é retransmitido, ao vivo, pela TV Educativa de Porto Alegre.

Professor aposentado da UFRGS (1967-96) e economista da Fundação de Economia e Estatística FEE/RS  (1974-2012), foi bolsista da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal (1968-69), da Organização dos Estados Americanos (OEA) na Maxwell School of Citizenship, Syracuse University, Syracuse, New York (1970-72), e da Japan International Cooperation Agency (JICA), Government of Japan, Tokyo (1974).

O PRIMEIRO BLOG DO PROF FRAQUELLI foi mantido junto à Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul com a publicação de posts diários e de forma ininterrupta no período 2007-11. O SEGUNDO BLOG DO PROF FRAQUELLI iniciou em 2012.  Nesses dez anos de blog a maior dificuldade correu por conta da convivência com diversos fusos horários.  Em média, as atividades do blog começam em torno das 05h00 no horário de Brasília/15h00 no horário de Beijing.

Meio brasileiro, meio castelhano, leitor de pretensões intelectuais médias sobre a História do Rio Grande do Sul, participação sistemática em audições de piano, programas de calouros em estações de rádios, cine-teatros e cultos religiosos por pressão paterna (1953-56), ouvinte ligado na Rádio Tamoio do Rio de Janeiro e torcedor fanático do FLAMENGO à época do tricampeonato carioca de 1953-55, professor diplomado em Solfejo e Teoria Musical (1956), participação em grupo de jogral (1961-62) , piloto privado (1963), músico nas horas vagas e apaixonado por fotografias, o autor do blog dispõe de uma videoteca com 50 mil horas de imagens sobre Economia e Política desde o início dos anos 80.  Realiza taxações diárias de jornais, devidamente classificados, desde os anos 70.  Lamentavelmente é incompreendido pelos familiares ao ser considerado um acumulador de jornais.

Autor do Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *