Porto Alegre, 21 de janeiro de 2019

VERÃO

Agora são 07h00 em Porto Alegre, Brasil.  Lá fora o dia está nublado, ou fechado por causa da cerração.  Acesso ao site do Climatempo para evitar qualquer dúvida.  A temperatura local é de 22 graus contra 23 de São Paulo.  

A segunda-feira será um dia de “Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite”.  A temperatura máxima alcançará 28 graus.  Muito bom o teto da temperatura para um dia de verão na capital gaúcha.   Para amanhã a previsão é de “Sol com algumas nuvens. Não chove”.  A temperatura oscilará entre os 21 e 32 graus. 

INTERNACIONAL

Ontem eu fiz um post sobre o momento político atual da Espanha.  Na ocasião eu comentei a ruptura na liderança do Podemos, partido da esquerda.  Íñigo Errejón optou por se candidatar à Comunidade de Madri, à Prefeitura de Madri, na aliança Ahora Madrid da prefeita Manoela Carmena.

A decisão de Errejón foi considerada uma traição por seus companheiros do Podemos.  Hoje ele abandonou a cadeira de deputado do Podemos e estará concorrendo à prefeitura da capital espanhola no pleito de maio vindouro.

Depois de muitas idas e vindas a aliança entre os Populares, o Ciudadanos e o Vox foi consolidada.  Hoje, Juanma anunciou os onze conselheiros que o acompanharão na constituição do novo governo regional .

Extremamente interessante a matéria publicada ontem no jornal El País de Madri sobre a mente dos matemáticos.  Intitulado As mentes matemáticas mueven el mundo, a reportagem é de autoria de Guillermo Abril, 

O texto é instigante.  O autor faz um apanhado de muitos profissionais com formação no setor e dá destaque a opinião de Antonio Córdoba, diretor do Instituto de Ciências Matemáticas (ICMAT) da Universidade Autônoma de Madri,  que afirma que o cientista mais inovador que existe em ciência é o centauro formado pelo matemático com o seu computador.  

Eu achei a imagem do centauro muito original.  O texto de Abril cobre a academia, big data, start-up, supercomputação, olimpíada matemática e economia.   Leitor do blog, dê uma pausa em sua atividade e acesse a reportagem no endereço eletrônico porque vale a pena

https://elpais.com/elpais/2019/01/15/eps/1547557079_800501.html

A propósito, lembrando o livro póstumo de Stephen Hawking, falecido em março do ano passado, Breves respostas para grandes questões, o célebre físico afirmou que ninguém dirige o universo.  E mais, que as leis da natureza podem explicar tudo.

Nos Estados Unidos, a mídia deu ampla divulgação sobre o atrito entre Donald Trump e o seu ex advogado Michael Cohen.   

Eu assisti ontem o programa State of Union da CNN, um hábito de muitos anos porque reúne conteúdos que permitem ao analista acompanhar, com detalhes, o andamento semanal da política nos Estados Unidos.

Na pauta no programa, havia uma indagação do âncora a Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York e atual advogado de Donald Trump, se o presidente teria orientado ao seu ex-advogado Michael Cohen que mentisse durante o seu testemunho perante o Congresso. 

Na oportunidade, Giuliani respondeu que até onde ele sabia, Trump não orientou Cohen a mentir.   Independentemente do que efetivamente aconteceu entre as partes, eu percebo que as dúvidas sobre o comportamento do presidente aumentam de frequência, a cada semana, na mídia norte-americana. 

Anne O. Krueger, ex-economista chefe do Banco Mundial e atual professora da John Hopkins, é a mais recente crítica do presidente Donald Trump.  O foco da professora é a posição da Casa Branca de endurecer a concessão de vistos.  Repercute nas exportações dos serviços de educação do país. 

A economia argentina fechou o exercício de 2018 com problemas de estabilidade e de desempenho: inflação nas nuvens e desempenho no subsolo.   Tem recebido apoio internacional, mas está difícil reverter o quadro vigente.  Um quadro difícil para a carreira política de Maurício Macri.

POLÍTICA

O governo Bolsonaro começou a sua gestão com uma pauta densa e complicada.  Densa porque realmente são muitos os assuntos pendentes da gestão Temer e complicada porque a economia está estagnada, tornando tudo mais difícil de resolver. 

Pois nessa pauta densa, uma restrição que vem crescendo e parece não estar entre as prioridades da primeira hora do Planalto é o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados Brasileiros. 

Na verdade a pressão é intensa e acontece desde que o regime foi concebido.  Atravessou parte do governo Temer e migrou para o governo Bolsonaro sem que a União flexibilizasse a concepção original e com os Estados tendo as suas situações financeiras em agravamento crescente. 

A cada dia eu tomo conhecimento de mais um Estado que entrou na fila dos governos em crise.  O Mato Grosso vem de divulgar que vai aderir à situação de calamidade financeira. 

No início de janeiro, o governador  Wilson Witzel do Rio de Janeiro falou em um déficit de R$ 20 bilhões em 2019 no seu estado. Nesse fim de semana, Luiz Carvalho, secretário da Fazenda do RJ O Rio de Janeiro, informou que  precisa de R$ 25,5 bilhões para cobrir o rombo do corrente ano. 

Essa demora em tratar do programa de recuperação fiscal só agrava a situação dos gastos em saúde nas cidades brasileiras.   A União deixou o tema em standby e os Estados não tem mais como atender as demandas crescentes da população.  É preciso agir rapidamente para evitar um apagão no setor da saúde.   

Há muitos meses que um vice-presidente não assume a presidência da República em Brasília.  Bolsonaro viajou para Davos e Mourão assumiu a presidência em exercício.  Agora é hora de manter atenção redobrada às suas manifestações públicas.  

ECONOMIA

Segunda-feira é dia de divulgação do Boletim Focus.   Da semana anterior para atual, houve recuo da previsão do crescimento do PIB de 2,57% para 2,53% em 2019.   No mesmo período, também a estimativa do IPCA recuou de 4,02% para 4,01% no corrente ano.

Já para o exercício de 2020, a projeção do crescimento do PIB aumentou de 2,50% para 2,60% e a estimativa do IPCA não foi alterada com relação à semana anterior, ou seja, permaneceu em 4,00% ao ano.

Também o FMI divulgou hoje as suas estimativas para o desempenho da economia brasileira no biênio 2019-20. 

Depois do desempenho pífio da economia brasileira no biênio anterior, quando o PIB cresceu 1,1% (2017) e 1,3% (2018), a estimativa, agora, é de um incremento do Produto da ordem de 2,5% (2019) e 2,2% (2020) 

ESPORTES

Na Premier League, o Manchester City de Guardiola passou por cima do Huddersfield, com placar de três a zero.   Assim a distância do Liverpool para o Manchester City permanece em quatro pontos.   

O campeonato está excelente.  Todos os jogos dos cinco maiores clubes do Reino Unido tem sido maravilhosos.  Há muitos times do interior que criam obstáculos intransponíveis para os grandes da Inglaterra. 

No Eixo Rio-São Paulo, eu achei decepcionante o desempenho de Corinthians, Flamengo e Palmeiras.  O Flamengo venceu o Bangu de virada, por dois a um.  O clube de Moça Bonita nem tinha mais fôlego no fim do jogo. 

O Palmeiras  empatou em um a um frente ao RB Brasil em Campinas e o Corinthians empatou pelo mesmo placar frente ao São Caetano, com o gol de igualdade obtido no último lance do jogo. 

Eu assisti o jogo do Corinthians e achei que Ramiro, ex-Grêmio, apresentou muito bom desempenho.  Acho que vai dar sustentação ao meio de campo do Timão e contribuir para liberar Jadson para o ataque.

Aqui, no Rio Grande do Sul, a dupla Grenal se deu bem no inicio do Gauchão.  Os dois jogaram fora de casa.  O Grêmio venceu o Novo Hamburgo por quatro a zero e mostrou bastante entrosamento. 

O Inter passou muitas dificuldades frente ao São Luiz de Ijuí.  Visivelmente desentrosado em um time com muitos jogadores que eu não conhecia, o colorado fez um gol em chute à distância que o goleiro da casa não conseguiu defender.  O São Luiz teve muitas chances de marcar, mas faltou precisão no arremate. 

Bom dia leitor do blog!

FOTO ABAIXO:  Escadaria da rua General João Manoel com rua Fernando Machado, Centro Histórico de Porto Alegre, janeiro de 2019.

 

BRASIL, bom dia leitor do blog em 21.01.2019

Uma ideia sobre “BRASIL, bom dia leitor do blog em 21.01.2019

  • 21/01/2019 em 20:04
    Permalink

    Excelente sugestão de leitura, a efetuada pelo eminente Professor A.C. Fraquelli quanto ao artigo no El País, de Madrid sobre a importância da matemática.
    Também, no Google, é possível acessar a matéria de autoria de Guillermo Abril, digitando:
    “Las mentes matemáticas mueven el mundo. Guillermo Abril”.
    Obrigado, Professor, por mais essa valiosa contribuição. NRMatos

    Resposta

Deixe uma resposta