Porto Alegre, 23 de março de 2020

Horário oficial do beco da Rua João Manoel, 12h10, 25,1 graus, 77% de umidade

Nesse momento, 11h17 no horário oficial do meu beco, em Porto Alegre, eu estou começando um novo post para o meu blog.  Uma nova semana e eu me desloco, virtualmente, para os Estados Unidos para verificar como está a maior economia do planeta e quais os assuntos estão em destaque nessa segunda feira.

Surpresa!  As praias da Califórnia estão lotadas.   Lotadas, talvez seja um exagero, mas tem muita gente nas imagens que eu estou recebendo. E as manchetes dos jornais falam que as pessoas estão em isolamento.  Está difícil de imaginar indivíduos isolados e curtindo uma praia. 

No fim de semana o presidente Donald Trump tomou conta da mídia de vez.   Ele surgia na tela a todo momento falando da Casa Branca, acompanhado do vice Mike Pence, e cercado de especialistas em saúde e temas afins.  Ele também migrou para uma posição mais séria sobre o tamanho da crise. 

… 

Houve um momento em que o presidente disse que os democratas e os republicanos estavam fechando um conjunto de medidas para o enfrentamento da crise.   Ele parecia muito entusiasmado com ideia ao fazer a leitura que governo e oposição trabalhavam juntos.

Surpresa!  Agora, pela manhã, eu vi na CNN que os democratas barraram um projeto de dois trilhões de dólares para estimular a economia.   Então, mais uma vez, eu achei que o discurso do presidente seguia outro rumo, porém me enganei.

Um ponto que me deixou um tanto intrigado, desde a primeira vez que eu vi a mensagem. é que os norte-americanos reclamam de os chineses não terem dado transparência do aparecimento do coronavírus com maior antecedência.

Uma informação importante divulgada hoje diz respeito à conjuntura econômica local.   Nos Estados Unidos, dentre os membros do FED estão os doze presidentes dos Bancos Centrais das maiores cidades.  Um deles, James Bullard que preside o Federal Reserve Bank of St Louis, sinalizou que a crise do coronavírus pode levar o desemprego à taxa de 30%.   

Bullard estava entre aqueles que não acreditavam na crise do coronavírus nas proporções que ela assumiu, mas, agora, ele assumiu uma posição mais ativa com relação ao atendimento das necessidades das empresas e da mão de obra.  

Quanto ao coronavirus, as estatísticas referentes aos EUA mostram que o país já ocupa o terceiro lugar no ranking mundial das pessoas infectadas, logo atrás da China e da Itália.

Há 42.817 pessoas infectadas nos Estados Unidos, com 157 óbitos registrados somente na cidade de Nova York, de acordo com o Center for Systems Science and Engineering (CSSE) at Johns Hopkins University

Boa tarde, leitor do blog!

FOTO ABAIXO: Descendo a rua Marechal Floriano, Porto Alegre, imagens dos meus arquivos, dezembro de 2014

 

CASA BRANCA, as últimas dos EUA, post 34, 23.03.2020, quarentena, FED e coronavírus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *