Porto Alegre, 08 de julho 2020

Horário oficial do beco da Rua General João Manoel, 00h10, 11 graus C, 90% umidade, muita chuva

Depois de 50 anos em sala de aula, nessa seção de MICRO CURSOS eu estou postando informações diárias que eu utilizaria se eu ainda fosse professor de Cenários Econômicos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).  Elas estão subdivididas em (1) informações internacionais, (2) informações do Brasil e (3) informações do Estado do Rio Grande do Sul. 

01.01.04 Economia global, há bolha à vista?

(01 Internacional, 01 Desempenho global, 04 Número de ordem do post)

Duas palavras que me deixam com uma indagação internalizada são a recessão e a bolha.   A primeira, quando a economia percorre uma trajetória positiva, mas começam a surgir comentários de que uma recessão pode se apresentar à frente.   A segunda, quando a bolsa percorre uma trajetória positiva, mas começam a surgir comentários que uma bolha pode se apresentar à frente.     

Nesse post eu trato dessas duas questões, desempenho e precificação, recessão e bolsa.  Começo pelo desempenho, pela recessão. 

……………….

A contração prossegue o seu curso.  De acordo com o World Economic Outlook (WEO), o Panorama Econômico Mundial do FMI, o que era uma desaceleração global tornou-se uma recessão internacional de forma abrupta.   A economia havia crescido +2,4% (2019) e agora convive com uma mudança de rumo e o PIB global deve recuar -4,9% (2020).

A recessão atual será a décima quarta desde o ano de 1876.    Hoje eu li no site da BBC que as recessões anteriores aconteceram em 1876 (-2,1%), 1885 (-0,02%), 1893 (-0.8%), 1908 (-3,0%), 1914 (-6,7%), 1917-21 (-4,4%), 1930-32 (-17,6%), 1938 (-0,5%), 1945-46 (-15,4%), 1975 (-0,8%), 1982 (-1,3%), 1991 (-0,3%), 2009(-2,9%) e 2020(-6,2%).  

Dessa vez, o leitor pode perceber que há diferença entre a estimativa do FMI, de -4.9%, para a BBC, que é de -6,2%.   Todavia, face ao comportamento do coronavírus que já atingiu 11.662.574 infectados e 539.558 óbitos, eu acredito que a recessão será bem mais profunda que aquela anunciada até hoje porque a incerteza se mantém elevada.  

A queda no PIB alcançará patamares de -10,2% na Zona do Euro, -8,0% nos Estados Unidos, -5,8% no Japão e apenas a China escapará da recessão à medida que registrará um avanço de 1,0% em 2020.    O Fundo identifica o momento atual como o de uma crise sem precedentes, uma recuperação incerta.   É essa, incerta, é a palavra adequada para a conjuntura recente. 

A manchete principal da edição de hoje do jornal Financial Times informa que os eleitores norte-americanos estão mostrando maior pessimismo sobre as possibilidade da retomada da economia.   A importância da informação decorre dela captar o sentimento do eleitor norte-americano, via pesquisa mensal FT-Peterson US Economic Monitor, para a economia no pós-eleições.

……………….

As bolsas recuaram nessa terça-feira, mas se mantém em patamares elevados, quiçá irreais.  Espero fechar Wall Street para apanhar os dados do dia.  Exceção feita ao Shangai Composite (+0,38%) que avançou, houve quedas generalizadas nos mercados internacionais.

Houve recuos na Ásia, Hang Seng (-1.38%) e Nikkei (-0,44%), na Europa, FTSE 100 Britain (-1,53%), DAX Germany (-0,92%), CAC 40 France (-0,74%) e FTSE Eurofirst 300 Europe (-0,62%).  Finalmente, em Wall Street, houve quedas do DOW Industrials (-1,51%), S&P 500 (-1,08%), NASDAQ Composite (-0,86%).  A realização de lucros no Velho Continente contribuiu para se chegar aos patamares do fechamento do pregão.

… 

Embora o recuo durante essa terça feira em Wall Street, a verdade é que o S&P 500 acumula crescimento de 19,75% nos últimos três meses.  No mesmos 90 dias, o NASDAQ avançou em 33.05%.  

Então, a conjuntura parece um relógio marcando seis horas.   A bolsa acompanha o ponteiro dos minutos e está no número 12 e o desempenho da economia permanece junto ao ponteiro das horas e está no número 6.   É uma fotografia do momento. 

………………..

O leitor pode observar o que está acontecendo com a onça troy.   A cotação fechou em US$1804,20 mantendo-se estável nessa terça-feira.    O que interessa destacar é que a troy ounce registrou incremento de  29,10% nos últimos doze meses.  

Pois, hoje, nessas minhas incursões virtuais pela mídia global apareceu a palavra bolha.    Associada à valorização de empresas chinesas.  Embora o elevado nível de endividamento perante o PIB do país, a convergência de iniciativas governamentais repercutem diretamente nos índices bursáteis.   Entre as economias avançadas, atenção especial ao comportamento das empresas de tecnologia, e ao ambiente de negócios em plena crise sanitária.

……………….  

Boa noite, leitor do blog.  Por aqui a chuva não para.  Há informação do serviço de meteorologia de ameaça de um novo ciclone para essa madrugada.  Seria o segundo em uma semana.  Algo demais para os padrões locais. Só resta esperar para ver como a tempestade irá se comportar nas próximas horas.

MICRO CURSOS, Internacional, post 01.01.04, 08.07.2020, se eu ainda estivesse em sala de aula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »