Porto Alegre, 09 de setembro de 2020

Horário oficial do beco da Rua João Manoel, 06:10, 17 graus C, 82% de umidade

Aposentado na UFRGS em 1997 eu lecionei durante 52 anos (1967-2019) e agora estou em casa.    Nessa seção de MICRO CURSOS eu estou postando informações diárias que eu utilizaria se eu ainda fosse professor de Cenários Econômicos.

01.09.17 ESTADOS UNIDOS, um cocuruto no meio do caminho, bolsa, vacina e petróleo

(01 Internacional, 09 Estados Unidos, 17  número de ordem do post)

Quando a economia está em recessão mundial, recessão nos Estados Unidos, os agentes econômicos ficam muito sensíveis aos fatos e a bolsa reflete instantaneamente os novos acontecimentos.   Qualquer oscilação é motivo de ampla repercussão.

Foi o que aconteceu ao final do pregão dessa terça-feira.   Um cocuruto, um tranco, na NYSE.    Sim, ele surgiu de surpresa perante os investidores?  As perdas foram expressivas.  Elas atingiram os três principais índices da bolsa de Nova York, o Nasdaq (-4,11%), o S&P 500 (-2,78%) e o Dow (-2,25%). 

Parte dos que vinham acumulando ganhos na base de prefixações em mercados sem contrapartida em desempenho da economia real foram os que mais perderam nos últimos três dias?  Entre as empresas que sofreram correções encontram-se a Alphabet, Amazon, Apple, Facebook, Netflix e a Tesla.   

Durante o dia eu tomei conhecimento que a Vacina de Oxford, criada em conjunto com a AstraZeneca, aquela que me parecia uma das mais esperadas pela comunidade científica internacional, havia interrompido os testes devido à uma causa grave junto a um paciente.   

Eu pensei aqui do meu beco, que se uma potência farmacêutica, como é o caso da AstraZeneca, paralisou os testes por causa de uma doença ainda sem explicação, qual será a repercussão desse fato em toda a comunidade econômica internacional?  Veja o leitor que foi um teste em um voluntário e já deu esse impacto global.

Os responsáveis técnicos pela vacina afirmaram que face ao acontecido é necessário rever todos os procedimentos de segurança em curso.  Esse fato não pode atrasar o cronograma do processo dessa importância.  Eu creio que o fato vai repercutir naquelas vacinas que podem estar “atropelando o tempo” para chegar às farmácias. 

O cronograma parece ser aquele defendido por Donald Trump.   Uma vacina antes das eleições de 3 de novembro é que o presidente enfatiza em seus pronunciamentos.   Ele acredita que uma das três vacinas que estão mais adiantadas, ou seja na fase 3, corresponda à sua expectativa.

Pois ontem, foi um dia de múltiplos acontecimentos significativos nos mercados.  O barril do petróleo Light Sweet Crude teve a sua cotação recuando 7,0%.   Os estoques voltaram a subir, os locais para conservação de inventários diminuíram e começa se firmar a convicção entre os analistas econômicos que a retomada global será frágil.   Pouco crescimento do PIB, reduzida demanda por ouro negro.

… 

Em suma, o que aconteceu ontem se constituirá em apenas uma oscilação ao longo do tempo.  O que me surpreendeu é que os investidores deram as costas às ações das mega empresas de tecnologia, ao mesmo tempo que os investidores também se viraram contra à especulação no mercado petróleo.   Coroando um dia que ficará como acidente de percurso, a vacina deu uma freada brusca.

À essa altura fica a indagação, o que vem por aí?   Foi só um cocuruto ou há mais à vista em Nova York?  Haverá mais saídas dos mercados? Como repercutirão as bolsas da Ásia e da Europa nessa quarta-feira?   O que vem por aí?

Bom dia leitor do blog!

MICRO CURSOS, Internacional, Post 01.09.17, 09.09.2020, se eu ainda estivesse em sala de aula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »