Porto Alegre, 13 de setembro de 2020

Horário oficial do beco da Rua João Manoel, 12:10, 21 graus C, 93 % de umidade, tempo chuvoso desde ontem

Aposentado na UFRGS em 1997 eu lecionei durante 52 anos (1967-2019) e agora estou em casa.   Nessa seção de MICRO CURSOS eu estou postando informações diárias que eu utilizaria se eu ainda fosse professor de Cenários Econômicos.

01.03.12 UNIÃO EUROPEIA, reunião do Eurogrupo em Berlim

(01 Internacional, 03 União Europeia, 12 número de ordem do post)

Foi uma longa jornada de um semestre, mas na sexta-feira chegou o dia do Eurogrupo reunir em Berlim.  Tudo foi articulado via teleconferência, mas o evento na Alemanha foi presencial.   Estiveram presentes ao evento,  entre outros, Charles Michel, presidente do Conselho Europeu, o irlandês Pascal Donohoe, presidente do Eurogrupo, eleito em julho e que presidiu a sua primeira reunião, e Paolo Gentiloni, o Comissário Europeu para a Economia.   

O Pacto de Estabilidade está suspenso.   O grupo precisa decidir, até quando?  Bruxelas precisa ser municiada para uma decisão dessa natureza.   Na pauta dos 27 estavam o desempenho desigual das economias, o financiamento da recuperação – houve queda extrema de 18,5% por parte da Espanha no segundo trimestre – e a taxação das grandes empresas tecnológicas. 

.. 

O que havia de consenso era que a injeção de recursos do bloco europeu foi superior àquela dos Estados Unidos, mas o efeito foi desigual.  Paralelamente, os membro do Eurogrupo já vinham discutindo, informalmente, o prazo de validade dos auxílios emergenciais decorrentes da pandemia e a criação de um imposto de 3,0% sobre receitas das empresas tecnológicas, ou, dito de outra forma, um tributo sobre serviços digitais.    

Ao longo do evento ficou evidente a importância do Fundo de Recuperação Europeu.  A incerteza, decorrente da pandemia, é imensa.  Nos jornais desse domingo toda atenção está direcionada à declaração do chanceler austríaco, Sebastian Kurz, que afirmou que o seu país está na segunda onda do coronavírus e que os brotes principais acontecem em Viena.  Ainda não propôs um novo confinamento, mas insistiu que a população se preserve porque a pandemia segue para 1.000 novos casos diários de infectados. 

Nas interlocuções entre os membros presentes à reunião de Berlim, parece ter ficado evidente que a recessão, queda de 11.8% no segundo trimestre,  possa estar sendo deixada para trás.  Ao mesmo tempo, dadas as suas características de ser uma contração muito profunda em curtíssimo espaço de tempo, o Eurogrupo concluiu que deve continuar promovendo estímulos fiscais porque as economias vivem extrema fragilidade, sem qualquer possibilidade de um retorno ao período pré pandemia. 

O maior receio do grupo é que uma tentativa de voltar à normalidade sem os incentivos fiscais.  Sem que haja condições para tanto e que possa abortar a frágil recuperação da economia, ainda incipiente.   A confirmação da segunda onda da pandemia levou à uma nova desaceleração recente, nas últimas semanas. 

É difícil sincronizar a saída dos estímulos se as condições plenas para a recuperação da economia não estejam asseguradas.  Daqui do meu beco, es penso que os europeus vão levar muitos meses para uma decisão definitiva.  Nesse ínterim, o presidente do Eurogrupo permanecerá indeciso entre permanecer no Fundo de Recuperação ou voltar ao Pacto de Estabilidade.   E, enquanto ele assim se mantiver, o orçamento comum permanece em standby.  

Durante esse interregno, os déficits orçamentários por país deixarão de ser observados.  Eu temo que essa medida de precaução, que eu reconheço a necessidade, possa levar as finanças do bloco à deriva da boa governança.    Penso, também, que nas próximas semanas o leitor ouvirá mais citações ao nome de Paolo Gentiloni, o comissário europeu, e menos, a Klaus Regling, o titualr do Mecanismo Europeu de Estabilidade.

Para encerrar, eu acredito que após as eleições americanas, dependendo dos resultados, os governos dos EUA, Japão e China vão partir para receituários ousados enquanto os europeus tenderão a ficar contidos dentro dos limites dos seus tradicionais mecanismos de gestão.

Boa tarde, leitor do blog

Micro cursos, Internacional, post 01.03.12, 13.09.2020, se eu ainda estivesse em sala de aula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »