Porto Alegre, 21.07.2021, 18:10, o frio persiste no meu beco

Post 01.12.05

01 INTERNACIONAL,  12 Economia da Índia, 05 Número de ordem do post

CANTINHO DA PANDEMIA:   Estou um pouco dividido entre a recuperação em curso da economia e o futuro da crise sanitária.   Ora, se a Delta já produziu toda essa incerteza eu me pergunto se surgirem novas variantes o que vai acontecer? 

Eu procurei os jornais de 1917-18 para conferir como tinha avançado a gripe espanhola no país.  Eu lembro que a pauta da imprensa nacional era muito semelhante a atual.  Para minha surpresa, um dia o vírus sumiu e os cariocas criaram muitas marchinhas no Carnaval do ano seguinte. 

Em 2021, os tempos são outros.  Parece-me que muitos acreditam que a pandemia está no fim.  Nessas andanças virtuais diárias na mídia global eu tomei conhecimento que a União Europeia transferiu 200 mil de doses para países mais necessitados.

E, aí, eu paro no meio do caminho a pensar se surgirem novas cepas as vacinas atuais manterão a eficácia?  Uma dúvida atroz!

… 

CONJUNTURA DA ÍNDIA:  Eu tenho andado atento ao que está acontecendo na Índia.  Eu lembro ao leitor que o World Economic Outlook do FMI informou, inicialmente, que a recessão no país seria da ordem de -3,3% (2020) e que a recuperação sinalizava incrementos do PIB da ordem de 6,0% (2021) e 4,4% (2022).

Se essas são as estimativas para o desempenho, com relação à estabilidade da economia o Fundo mostrou que o Índice dos Preços ao Consumidor (IPC) alcançou o patamar de 6,2% (2020) e projetou taxas de 4,9% (2021) e 4,1% (2022). 

Finalmente, em relação ao saldo em conta corrente, as projeções em % do PIB, são de 1,0% (2020), -1,2% (2021) e -1,6% (2022).

Posteriormente, o Panorama Econômico Mundial atualizou as informações da economia do país.  As novas projeções do FMI previram uma queda -8,0% do PIB no ano da pandemia e as projeções para os anos seguintes sinalizaram incrementos de 12,5% (2021) e de 6,5% (2022).

Dadas esses indicadores, eu procurei informações recentes de dentro do país, na imprensa indiana.  Na edição de hoje do Times of India (ToI) eu constatei que ao contrário do FMI, que previu um incremento do PIB de 12,5% (2021), o  Banco de Desenvolvimento da Ásia (BDA) tinha previsto, em janeiro do corrente ano, um incremento de 11,0%.

Agora, o BDA analisou o impacto da variante Delta sobre a economia e reduziu a sua projeção de 11,0% para 10% no corrente ano.   

Essa mudança no desempenho se deveu ao fato que a queda do PIB no ano fiscal encerrado em março, que estava prevista em 8,0%, ficou em 7,3%, de acordo com o Panorama de Desenvolvimento da Ásia divulgado pela Agência de Financiamento Multilateral da Ásia.

A estatísticas  dos contágios por Covid19 registrou uma queda de 400 mil casos em maio para, apenas, 40 mil casos no início de julho.  Qual a repercussão dessa queda na pandemia no desempenho da economia da Índia?   

A estabilidade da economia também mudou desde a divulgação do World Economic Outlook.  A taxa de inflação para os países da Ásia e do Pacífico foi estimada em 2,4% para 2021 e 2,7% para 2022.   

A taxa de inflação no caso específico da Índia, que o Fundo previa na casa dos 4,0% para o corrente ano, avançou para 6,3% ao ano devido ao aumento dos preços dos alimentos e dos combustíveis. 

… 

Para encerrar, a Índia, berço da variante Delta, vem mostrando taxas menores no crescimento do PIB e taxas maiores no comportamento do IPC.

Boa noite, leitor do blog!  

FOTO ABAIXO: O METRO, ESTAÇÃO DA ROTUNDA, LISBOA, PORTUGAL, 1968

Em Portugal eu ouvia dizer metro, não metrô.  Era o meio de locomoção que eu utilizava diariamente do meu ponto de origem até o prédio da Fundação Calouste Gulbekian, meu lugar de destino.   

Naquela época, eu achava formidável poder utilizar diariamente um veículo de transporte ferroviário.    Ora eu havia deixado Sant’Ana, onde eu me criei com a Maria Fumaça para ir até Porto Alegre.   De repente, eu andava, confortavelmente, no metro de Lisboa. 

A Estação da Rotunda, que está na fotografia, era a única estação de interface das onze estações da rede do Metro inaugurado em fins de 1959.   Nove anos depois quando eu fui morar em Lisboa, as instalações físicas e os trens eram extremamente bem conservados. 

Eu li na Wikipédia que em 1999 a Estação Ferroviária da Rotunda passou a ser chamada Estação do Marquês de Pombal.   Li, também, que atualmente ela é uma estação dupla onde estão ligadas as Linhas Azul e Amarela.

O MOMENTO DA ECONOMIA DA ÍNDIA NESSE 21 DE JULHO DE 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *